Patrão ou Empregado ?

No post de ontem falei um pouco sobre você ter o perfil de empreendedor ou de empregado ( clique aqui para ler ). Mas você esta pensando: Não seria lindo se todo mundo quisesse ser patrão? O mundo sairia da miséria !

Não, não seria legal. Por um motivo simples: Empresários precisam dos seus funcionários tanto quanto os funcionários precisam de seus patrões. Os dois perfis são necessários à economia.

Imaginemos Ana Claudia. Ela adora fazer doces, quer se tornar a rainha do brigadeiro em sua cidade. Começa a cozinhar em sua casa, aprende tudo que pode sobre, por exemplo, como usar o Facebook para que a cidade toda saiba que seus brigadeiros são os melhores do mundo e começa e faturar tanto, que consegue deixar o emprego e viver do seus doces deliciosos.

Com o tempo, Ana começa a crescer e passa a diversificar seu negocio, passando a produzir agora tortas, bolos, doces diferentes e gourmet. E não tem mais tempo para nada. Sua receita secreta faz muito sucesso, mas Ana precisa de duas ajudantes na cozinha e contrata duas cozinheiras.

Depois de seis meses de treinamento, Ana consegue sair da cozinha e se dedicar ao crescimento do empresa, fazendo cursos, networking, se inscrevendo em feiras de culinária e estudando muito. Sua empresa cresce bastante e Ana contrata mais duas cozinheiras.

Após dois anos, Ana começa finalmente a ver a cor do dinheiro. Compra uma passagem para a França e vai se especializar em confeitaria francesa.

Quando volta, suas cozinheiras estão estranhas.  Pouco produtivas e de cara amarrada.

Apos dois dias, elas resolvem dizer à Ana que estão pedindo demissão, pois resolveram empreender por conta própria e abriram a própria confeitaria com todo conhecimento que adquiriram nesses dois anos.

Ana vai a loucura, mas como nasceu para os negócios, logo contrata mais seis cozinheiras e coloca seu negocio na linha de novo.

E as cozinheiras?
Seu negocio foi à falência em três meses…elas sabiam cozinhar, mas apenas isso. Não adquiriram o conhecimento que Ana teve nesse tempo, não sabiam fazer marketing, não sabiam investir, não sabiam onde desovar os doces que faziam. E principalmente, não tinham tempo e nem queriam aprender a empreender.

Por isso, antes de sair por ai dizendo que vai largar seu emprego e passar a empreender, estude, aprenda como se faz, quais os caminhos a serem seguidos. E se você gosta de ser empregada de alguém, valorize quem lhe da esse emprego, pois com certeza essa pessoa batalhou muito para estar lá.

Um beijo da Ginja !

 

7

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: