Não seja boazinha.

Ângela é uma amiga minha. Uma advogada, bonita, elegante e muito inteligente. Um dia, ela arrumou uma colocação em um grande escritório de advogacia e logo começou a brilhar, pela sua inteligencia e competência.

Logo  ela se destacou dos demais, pois sua capacidade de raciocínio e seu conhecimento eram acima da media. Uma potencial candidata à uma vaga da diretoria que iria surgir algum dia.

Passaram-se alguns anos, e ela, uma moça muito educada e muito solícita, não pensava duas vezes para ajudar os colegas do escritório. Quando haviam grandes reuniões, Ângela preparava tudo, a papelada, o power point, as agendas dos diretores, arrumava a grande mesa da sala com copos limpos, providenciava água gelada, fazia o café e ainda os servia pessoalmente à diretoria do grupo.

Um dia, a grande oportunidade da vida dela surgiu: um dos diretores da empresa iria se mudar para outro país e o grupo iria eleger um dos advogados para o lugar dele. Ela estava eufórica, pois apenas ela e um novato que havia começado ha dois meses eram os únicos que eram sempre chamados à todas as reuniões.

Bem não preciso dizer quem ganhou o cargo na diretoria , não é mesmo?  Sim foi o novato.

Mas onde Ângela errou? Será que ela errou?

Sim amigas Ginjas, ela errou. O seu grande erro foi fazer aquilo que não era sua competência fazer.

Um dos grandes erros que as mulheres comentem é quererem se mostrar boazinhas demais, mostrando serem capazes de fazer qualquer coisa, como pegar café e água ( fazendo a função de copeira), arrumando a mesa ( função da secretaria), fazendo os power points ( trabalho do estagiário). Ela deveria ter se dedicado apenas às suas tarefas como advogada.

O que acontece, é que os diretores da empresa a viram tão eficiente na posição que ocupava, que não tiveram coragem de tira-la daquele cargo que exercia com tanta maestria. Não foi por preconceito ou machismo, foi realmente por acharem que uma funcionaria tão boa naquela posição iria fazer falta naquela posição ! Um pouco mais iriam demitir a copeira , a secretaria e o estagiário, já que ela conseguia fazer tão bem suas tarefas!

Mas e o novato? O novato fez apenas o que tinha sido chamado a fazer, mas com eficiência máxima, não se distraindo ou querendo bancar o bonzinho. E seus relatórios eram tão bons quanto os dela. Como ele era capaz, foi chamado ao cargo.

Aprendam Ginjas, não adianta ser boazinha. Não tente fazer o que não te compete. Fomos criadas para sermos educadas, gentis, ajudarmos sempre os outros, mas no mundo dos negócios você deve fazer aquilo que tem competência para fazer. Se você é gerente em uma loja e começar a vender, logo irão substituir uma das vendedoras por você, já que você faz isso tão bem. E se houver uma promoção, irão promover alguém que não esteja tão ocupada quanto você .

Pense nisso !

 

4

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: