Maquiagem, uma arte Milenar

 

Olá amigas Ginjas !

Em busca sempre de coisas lindas e maravilhosas para nossa vida, me deparei com este vídeo fantástico mostrando como a nossa tão imprescindível maquiagem era feita na China antiga. O vídeo por si só é belíssimo, com fotografia de cinema e um fundo musical relaxante. Gostoso e curioso de assistir. Curta como se não houvesse amanhã !

Créditos do vídeo: https://weibo.com/mianyangdanshen

 

Black Friday, Na Estação Ginja tem !

Ei Ginjas ! A Estação Ginja vai estar na Black Friday !  Na sexta feira, dia 24, se inciando as 00:001 e se estendendo até as 00:00 , a minha loja estará com até 40% de desconto ! Inteirinha, todos os produtos terão descontos ! E para compras maiores que R$ 300,00, o frete vai ser grátis para a maior parte do Brasil ! É só checar os preços, vocês verão que não vai ter “fraudey” lá não ! Mas não se esqueça de que a Estação Ginja tem apenas 1 , as vezes 2 peças apenas, de cada , então se você esta apaixonada por aquela peça , que ainda não teve coragem de comprar, se apresse ! Tudo vai estar com o desconto e em 3 x sem juros ! Basta colocar o cupom que esta lá no site ( EUQUEROMUITOTUDOISSO), na finalização da compra e o desconto aparece !

Mas e afinal, o que é a Black Friday ?

Todo mundo sabe que nos últimos anos praticamente todas as lojas do Brasil passaram a nos enviar quinhentos e-mails por dia com a famosa promoção Black Friday, não é mesmo? Mas a grande maioria das lojas brasileiras desvirtuou completamente a data, fazendo promoções um mês antes, uma semana antes e até por vários meses depois, usando a famosa data como uma “referência” de economia.

E o que é a verdadeira Black Friday?

Black-Friday-2017-1

A famosa “Black Friday” ou “Sexta-feira Negra” é uma tradição americana, que dura exatamente um dia, ou melhor , 24 horas, onde há uma grande baixa dos preços nas principais lojas e acontece exatamente no dia seguinte ao dia de Ação de Graças. Ela acontece na última sexta-feira do mês de Novembro, quando se inciam oficialmente as compras de Natal.

Diz a lenda que que o primeiro uso do termo “Black Friday” aconteceu na verdade para classificar uma crise econômica. Numa sexta-feira, dia 24 de Setembro de 1869, dois reputados agentes da bolsa de Wall Street, Jay Gould e Jim Fisk, após  um intenso dia de trabalho para conseguirem grandes lucros, fracassaram totalmente no seu intento. O mercado de bolsas entrou em bancarrota, gerando uma grave crise econômica no país.  O dia ficou conhecido como “Black Friday”, ou sexta feira negra…

Outros dizem que no 19 de Novembro de 1975,  o jornal New York Times usou o adjetivo “dia negro” em referência aos problemas de trânsito e ao caos que ocorriam  na cidade de Nova York  naquele dia, devido aos descontos que aconteciam naquele pós dia de Ação de Graças, que já era uma tradição naquele dia. E o dia ficou conhecido como ” sexta negra” .

O fato é que em 1966 o termo passou a ser usado ao redor do mundo, tornando-se popular e com o tempo, a data se tornou a mais agitada do varejo no país. Nesse dia as lojas americanas abrem mais cedo e milhares de pessoas aguardam em filas enormes para aproveitar as promoções. Embora não seja um feriado, muitas pessoas ganham o até o dia de folga e se tornam consumidores com grande potencial.

E no Brasil ?

pinup compras

Aqui a data foi mencionada pela primeira vez em 2010, em um movimento de 50 lojas e aconteceu apenas na internet. Em 2013 o movimento cresceu gerando um faturamento de R$770 milhões para o comercio online.  Os produtos mais almejados eram TVs e Smartphones, com descontos de 16% a 19%.

Mas quando o evento começou a se espalhar por lojas físicas também,  foi notado que o preço de 21% dos produtos das lojas haviam sido aumentados nas semanas anteriores, o que levou à  indignação milhares de consumidores, que passaram a usar expressão “Black Fraude” para se referir ao evento. Foi nesse ano que a empresa Reclame Aqui lançou uma ferramenta de monitoramento, onde os usuários podiam conferir a reputação das empresas e reclamar ou denunciar práticas irregulares nas promoções. E a coisa começou a ficar certinha.

Hoje a data é uma das mais importantes para o comercio online. O evento não tem regulamentação, nem organização centralizada e qualquer empresa, tanto virtual quanto física, pode fazer promoções com o nome Black Friday.

Os descontos variam, mas é sempre bom ficar de olho se aquele super desconto mega enorme , de 60%, 70%, 80% não foi maquiado nas semanas anteriores…

Então aproveite o seu dia ! E não se esqueça de dar uma chegadinha la na minha loja !

IMG_0633

 

 

 

Cinco coisas para você estar na moda nesta temporada

Oi Ginjas. Como vocês perceberam, andei passeando por aí, queria descobrir como vai ser a moda de primavera verão deste ano e início do ano que vem. Particularmente não sou muito chegada em seguir à risca a moda, mesmo porque tem coisas que são tendências, mas eu não gosto e tem coisas que eu gosto, mas o corpo não ajuda (rrsss.).

Decote Bardot
BARDOTTem uma coisa que está pintando por ai que eu curto bastante que são os decotes Bardot, são mesmo a cara de estação fresca e renovadora. Não sei vocês mas um decote Bardot com franjas, acho muito sensual mesmo que você não tenha seios esculturais. Por deixarem a mostra ombros e pescoço a pegada fica mais sensual ainda, principalmente se o cabelo estiver preso, mas de uma forma meio “ao acaso”. Uma blusa leve com decote Bardot lisa ou estampada e um jeans, está tudo certo. Você estará bem vestida, sensual e confortável para enfrentar os dias quentes da estação.

 

 

Tons Pasteis

Em termos de cores da estação, parece que mais uma vez os tons pastéis vem firmes, combinam com a leveza da estação e deixam o visual mais leve, principalmente quando os tons forem em rosa, azul, verde, amarelo e roxo. Estas cores ornam com quase tudo, ainda mais se os tecidos forem bem fresquinhos, aí a festa está feita.

 

Saias Transparentes

SAIA 5Em modelos desde os mais discretos aos mais sensuais as saias transparentes em modelos longos ou mais curtos ficam muito bacanas independente se você estiver ou não em cidade de praia. Evidente que a transparência não é total e a que a impressão que dará é que elas possuem tecidos sobrepostos.
Na minha opinião são modelos bem podem dar uma elegância bacana, basta depois é só combinar bolsa e sapato e está pronto o look tanto para sair quanto para trabalhar.

 

 

Bolsas Sacolas

BOLSA 1Eu particularmente, principalmente para trabalhar adoro bolsas grandes (segundo meu marido enormes, rrsss). Além de espaço para poder espalhar e guardar todas as minhas coisas super uteis, elas combinam com quase tudo quando o assunto é usar no dia a dia. Seja com brilhos, texturas, ou super coloridas.  São super práticas ainda mais estas últimas que saíram que tem a base mais quadradona que apoiam super bem em qualquer lugar. O que mais eu vi em minhas andanças foram as de couro ou de pano estampadas (que eu particularmente amo).

 

Iluminador

Para complementar falei com uma ginja amiga (já falei sobre ela em outro post) que é maquiadora e o que ela me garante que mais ser hit neste verão é o iluminador.

Ele vai deixar seu rosto mais vivo, mais leve, e natural, desde que usado na maneira correta criando um jogo de sombra e luz.

Para isso aplique-o na região central da testa, na ponte do nariz, no arco dos lábios (onde faz “aquele V” bem debaixo do nariz, no queixo e nas têmporas formando “um C” deitado com a boca para baixo.

Vi muito mais coisas e aos poucos vou colocando aqui, assim ficamos todas antenadas com o que vai rolar pelas ruas e não ficarmos com aquela cara de quem parou no verão passado.

Beijos Ginja a Todas

Dia das Bruxas ! Prepare sua vassoura !

Hoje dia 31 de outubro, é dia das Bruxas, ou Halloweem, para as mais tradicionais. Como um Ginja pode ser uma bruxa, ou uma bruxa pode ser uma Ginja, nada mais natural do que uma postagem em sua homenagem!

Mas você sabe o que é o Halloween?

Então antes de pegar sua vassoura e seu caldeirão, vamos a um pouquinho de cultura geral inútil, que não faz mal a ninguém. Assim, se alguém te parar na rua e te perguntar porque está carregando uma vassoura, você terá argumentos sólidos.

Dizem que o povo celta, há mais de 2500 anos,  acreditava que no fim do mês de outubro, ultimo dia do verão no Hemisfério Norte , quando começava o inverno , surgiam assombrações que amaldiçoavam os animais e as colheitas e os espíritos saíam dos cemitérios tomando posse do corpo dos vivos. Nesse período, eles realizavam diversas festividades, com o objetivo de afastar os maus espíritos. As comemorações do Halloween teriam surgido desta forma, com as pessoas colocando em suas  casas objetos e figuras assustadoras, como caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas, que assustariam essas assombrações.

Com tempo as festividades se tornaram uma tradição na Irlanda e na Europa. Na Idade Media, passou a ser chamado de Dia das Bruxas e a Igreja Católica passou a perseguir aqueles que comemoravam a data, condenando-os à fogueira no período da Inquisição. ( Na Idade Média, as mulheres consideradas bruxas eram perseguidas pela igreja católica, acusadas de heresia e sentenciadas à morte na fogueira).

Para tentar diminuir as influências pagãs, a igreja católica criou o dia de Finados, em 2 de novembro. Nessa época , no dia 31 de outubro, acontecia uma vigília de preparação denominada “All Hallow’s Eve” (Véspera de Todos os Santos). Com o tempo a expressão sofreu transformações e virou Halloween.

Hoje o Halloween – ou Dia das Bruxas – é uma celebração de culto aos mortos,  bastante popular nos países do Hemisfério Norte e de língua anglo saxônica, cujo significado se refere à noite sagrada de 31 de Outubro, véspera do feriado religioso do Dia de Todos os Santos.

Os principais símbolos são  fantasias de bruxas e a famosa abóbora com feições humanas iluminada através de uma vela acesa. As casas são decoradas com objetos e temas assustadores,como fantasmas, bruxas, zumbis, caveiras, monstros, gatos negros e até personagens como Drácula e Frankenstein.

As crianças usam fantasias e vão de porta em porta na vizinhança, onde soltam a frase “doçuras ou travessuras” em troca de balas, doces e cocolates

No Brasil se comemora o Halloween em festas particulares, mas não possui um significado e valor cultural tão forte como nos Estados Unidos e em outros países, principalmente do Hemisfério Norte. Aqui o governo tentou estimular alguma festividade ligada ao nosso folclore e transformar o dia 31 de outubro em Dia do Saci…Mas não sei se deu certo.

Pronto. Agora pegue sua vassoura e boa festa !

 

HTB1HyECNXXXXXb0XXXXq6xXFXXX8.jpg_220x220

 

Alergia ao meu brinco tão amado !?

Você conhece o Níquel ?

Níquel ou sulfato do níquel é um metal, amplamente utilizado em centenas de produtos do nosso dia a dia, como botões de calças jeans, fivelas de cintos, chaves, tinturas de esmaltes, fiação elétrica, grampos de papel, celulares, pilhas recarregáveis, talheres , maçanetas, moedas, CDs, instrumentos musicais, jóias e bijuterias,  entre outros. É interminável a quantidade de objetos que contêm níquel.  Isso é porque ele tem diversas vantagens, como resistência à corrosão, maleabilidade, dureza e propriedades eletrônicas.

Apesar de tão versátil, o níquel é um problema muito sério para algumas pessoas. Ele é altamente alérgico. Em 2008 a Sociedade Americana da Dermatite de Contacto declarou o níquel como o Alérgeno do Contacto daquele ano.

As pessoas com alergia ao níquel podem ter  reações de contato de repente, a chamada Dermatite de Contato Alérgica. Esta reação pode acontecer tanto depois anos de exposição, como logo na primeira vez . Depois que desenvolve a alergia, a pessoa sempre será sensível ao níquel.

Sintomas e Sinais

A alergia se manifesta com o súbito surgimento de vermelhidão da pele, coceira, podendo ocorrer a formação de pequenas bolhas, que posteriormente se rompem e a pele descama. Para piorar, a área atingida pode depois que melhorar,  ficar escura, como se estivesse queimada, formando manchas bem desagradáveis.

Os locais os mais comuns para a ocorrência dessa dermatite são:

  • Pulsos – causados pelas pulseiras ou pelos braceletes de relógios que contêm o níquel
  • Pescoço- colares a base de níquel
  • Lóbulos da orelha – pelo uso de brincos com niquel
  • Abdômen na altura da cintura – devido aos botões das calças jeans ou à fivelas dos cintos

niquel 3

 

alergia

 

 

 

 

 

Algumas pessoas podem ainda desenvolver sintomas sistêmicos, devido a  ingestão do níquel que é presente em alguns alimentos, principalmente nos enlatados. Os sintomas variam, desde simples coceiras pelo corpo, até eczema com bolhas e descamação da palma das mãos e dos pés.

O mecanismo pelo qual o níquel é ingerido e absorvido pelo corpo ainda não é muito bem compreendido . Mas sabe-se que a vitamina C e o ferro são capazes de diminuir a sua absorção, ou seja, alimentos ricos em vitamina C e Ferro ajudam a reduzir a quantidade de níquel absorvida pelo corpo.

E quem pode ter alergia?

Tanto faz. Homens e mulheres , de qualquer idade, podem ter alergia ou desenvolve-la algum dia. É mais comum nas mulheres por causa de uso frequente de níquel em bijuterias baratas, daquele tipo que você compra nas barraquinhas dos hippies na praia. Nos homens é mais comum por causa das fivelas dos cintos.

Muitas vezes a alergia começa com a perfuração da orelha e do uso de um brinco de metal desses baratinhos, que são quase que feitos apenas de níquel. Até mesmo uma joia de ouro não é garantida, porque ela é sempre feita de uma liga de ouro com outro metal, que pode incluir o níquel. Nos brincos uma medida legal é passar esmalte na parte que tem contato com a pele, mas a proteção só vai durar até que ele descasque. Ou usar joias e bijus folhadas a prata ou ouro, de boa qualidade.

Diagnóstico e Tratamento

A alergia do Níquel é diagnosticada com a ajuda de exames e provas de contato e frequentemente exige tratamento.  Pomadas a base de corticoides ajudam bem, mas devem ser usadas com cuidado, afinal são corticoides. Na duvida, procure um dermatologista.

Quem é alérgico deve fazer o possível para evitar o contacto da pele com objetos que contem níquel, como colares, braceletes, brincos, anéis e relógios, alem de prestar atenção em peças de vestuário, como fechos, botões e zíperes.

E se a alergia for severa, fazer uma grande investigação na casa, em busca de objetos que possam ser a causa da alergia. Ha relatos de pessoas que tinham alergia à água da casa, porque a torneira continha níquel.

E você? Já teve alergia àquele brinco amado alguma vez?

 

ESTÁ NO AR !!!!!

Meninas, minha Ginjas queridas, estou tão feliz que estou dando pulinhos no meio da sala!
Finalmente, depois de trancos e barrancos, consegui colocar minha loja on line no ar. Foi difícil, mas como não desisto nunca, está pronta !

È uma lojinha simples ainda, mas invocadinha e pronta para crescer ! Por enquanto tem apenas bijuterias, mas são AS bijus ! Como gosto de exclusividade, só tem uma , as vezes duas peças de cada modelo. E não adianta chorar, porque são únicas mesmo. Não são feitas em massa. Então comprou, a amiga vai morrer de inveja, porque não vai ter repeteco.

São bijus muito finas, em sua maioria banhadas à prata ou ródio.

Passa lá, me dá um retorno se gostou , tá bom?

O link? Clica no banner aqui em baixo ou acesse www.estaçãoginja.com.br.

img_0633.jpg

 

A intuição

Desde criança sempre me achei intuitiva, com uma capacidade além do normal para entender as coisas, pessoas e situações e até mesmo para tomar decisões importantes.

Ainda adolescente, tentei entender esse poder que eu tinha, e passei a ler muito. O que caía em minhas mãos, livros de psicologia, de sociologia, sobre paranormalidade, enfim, tudo para tentar entender aquela sensação estranha que acontecia comigo.

Com o tempo acabei por entender que a intuição é algo que não se explica, ela simplesmente existe. E passei a exercita-la, ouvindo os sinais que sentia e usando-os a meu favor.

Não é fácil distinguir o que é intuição do que é desejo. Muitas vezes desejamos que algo aconteça e confundimos com intuição e outras vezes temos a intuição mas não lhe damos o devido valor, pois acreditamos ser besteira.

As mulheres em geral, mesmo as mais racionais como eu, tem muita intuição. De alguma forma, sabemos. Algo como : sabemos quando estamos sendo traídas, sabemos quando algo vai dar errado ou certo, sabemos se uma pessoa é legal ou não. Para mim, é algo como uma sensação estranha, que percorre minha coluna em forma de descargas elétricas muito sutis. Elas me dão a noção da direção que devo tomar.

Com o exercício diário da intuição, sou capaz hoje de direcionar meus negócios e investir da forma correta , mesmo sem saber nada de investimentos. Sou capaz de fazer o marketing de meus negócios, com pouquíssimo conhecimento sobre o assunto. E sempre fiquei pensando: como faço isso? E como dá certo?

Um dia um livro me caiu nas mãos e essa é a dica de leitura de hoje: O Poder da Intuição.

Trata-se de um livro muito interessante, onde o autor Gerd Gigerenzer , explica como evoluímos nosso conhecimento cognitivo, emocional e social ao longo da história, e de que forma a intuição influencia nossas escolhas, principalmente quando  pensamos racionalmente sobre um determinado assunto e não chegamos a nenhuma conclusão . Segundo o autor, os pressentimentos não podem ser ignorados nesses momentos, pois muitas vezes , apenas baseados na intuição, conseguimos acertar mais do que quem entende muito sobre um determinado assunto. Vale a leitura !

intuição

Um presente para as amigas

Oi Ginjas

Vocês se lembram do post que eu dizia que as vezes “ vou ali e já volto”? Então, aconteceu de novo. Nunca fui uma mulher de ficar muito parada, é lógico que as vezes pegar uns dias em Trindade curtindo uma praia, ou a Serra da Mantiqueira em Visconde de Mauá é uma super delicia, mas este não foi o caso estes dias, rrsss.

Como sabem (sabem né!!), sou profissional liberal, portanto meu dinheiro sai de minhas atividades e se não trabalho não ganho. Daí trabalho virou meu segundo nome.

Sempre curti ser empreendedora e tem um lema que eu sigo desde garota: “Comece onde você está. Use o que você tem. Faça o que você pode”.

Na verdade, comecei a seguir este lema quando ainda era garota e queria, é claro, usar roupas de grife, mas sendo meus pais funcionários públicos, não rolava satisfazer os desejos da princesa aqui (até porque não sou filha única).

E como muitas mulheres no Brasil, me tornei empreendedora por necessidade. Bolo, ovo de pascoa, bombons, fotografia, trabalho para colegas, enfim, coisas que eu (estudante na época) gostasse de fazer e que podiam me render uma graninha para sustentar pequenos luxos.

Este lema me ajudou em muitas coisas, até a me maquiar, não que hoje eu seja uma expert, mas me viro bem (pelo menos eu acho e o marido não reclama, então…).

Uma de minhas irmãs é mais, como direi …. Perfeccionista. Quer ter tudo que seja necessário em mãos para fazer seja lá o que for: comida, artesanato, sair de fim de semana com marido e crianças. Se estiver faltando um item que ela ache essencial, ela prefere não fazer nada.

Eu já sou na base do “vamos que vamos”, ou como dizem por aí, quem sabe faz ao vivo. Como até agora deu certo, porque mudar se o time está ganhando, não é?

Mas como sempre digo, promessa é dívida e eu havia prometido novidades esta semana, e vocês não perdem por esperar. No final da semana tenho surpresas para vocês todas e para começar, vamos ver quem lê e quem só curte o que eu escrevo.

Se você chegou até aqui, vai a primeira surpresa. Vou te mandar um presente no meio da semana. Trata-se de um link, com o qual você vai poder acessar um livro de receitas muito bacanas e com fotos incríveis, o Receitas de Delícias da Palavra de Chef. Ele custa na loja Palavra de Chef Store exatos R$ 50,00, mas conversando com eles, consegui para todas as ginjas que se cadastrarem no Blog do Club da Ginja até quinta-feira (19/10), que ele seja uma cortesia dessa loja virtual que eu adoro.

Ou seja, o download do livro Receitas e Delicias será gratuito! Mas veja bem, é preciso se cadastrar no blog e não apenas curtir a página do Facebook, pois vou enviar por e-mail o link do livro. Isso é fácil. Basta clicar em Contato e colocar seu nome e-mail. E se quiser pode aproveitar para me mandar uma mensagem, vou adorar!

E quem já é cadastrado fique tranquilo, vai receber também!

Então fiquem ligadas, pois é só até quinta feira, todas poderão se cadastrar no blog (mesmo porque coisas especiais sempre irão acontecer para quem se cadastrar no blog e seguir nosso Facebook) mas a promoção do livro irá acabar.

Espero vocês !

Hoje é dia das Crianças.

Como hoje é dia das crianças , resolvi discorrer sobre um assunto bastante polêmico, ao qual não podemos fechar os olhos e temos que falar a respeito. Sobre a influencia que os adultos exercem sobre os pimpolhos e as sequelas que más influencias podem trazer à elas em um futuro próximo.

O caso que aconteceu da exposição com o peladão e a menininha é apenas a ponta de um iceberg gigantesco do que as nossas crianças vivenciam hoje. Somente no futuro saberemos o quão lesivo isso foi para elas .

Primeiro temos que repensar sobre a forma como estamos criando nossos filhos. Excessos em tudo, desde a liberdade dada até a realização de todos seus desejos para que ” não se frustem”. Isso está formando uma geração de crianças mimadas, mal educadas e que não suportam frustrações na vida, acreditando que realmente basta chorar ou fazer cara feia que a vida lhes dará o que pediu, e o que é pior, se tornando pouco produtivas quando adultas, sem inciativa. A vida nos diz muitos nãos, é necessário que aprendamos desde cedo que isso não irá nos impedir de realizar nossos sonhos e sirva mesmo como um estimulo à luta pela sobrevivência.

Castigos são tão necessários quanto carinhos e afagos.  A criança tem que saber que existem limites, e eles são definidos pelos pais. Elas tem que aprender a respeita-los, pois apenas assim serão adultos que respeitam os mais velhos e saberão amar e retribuir o amor à elas dedicado. Quando são mal criadas, fazem birra ou desobedecem, devem ser colocadas de castigo, ter seu celular confiscado, a boneca negada e não paparicadas, pois somente assim aprenderão os seus limites, por mais que isso deixe você com dó dela.

Como dizia Renato Russo, disciplina é liberdade. Para que  tenhamos nossa independência emocional e financeira , precisamos da disciplina. A criança deve aprender a suportar a dor do “não ter”, do não conseguir, do não conquistar, e aprender principalmente a lidar de forma positiva com esses sentimentos, pois isso apenas a ajudará no futuro à progredir e a amar da forma correta, sem se deixar levar pela ansiedade e medo.

A criança aprende com o exemplo. Se você dá um bom exemplo, se sua casa é calma , tranquila, sem brigas e discussões, se as pessoas interagem respeitando-se entre si, ela aprenderá a respeitar os outros. Nunca brigue ou xingue na frente de uma criança, pois você ficará surpreso ao perceber que ela fará o mesmo com você. Você é seu maior exemplo, ela tentará ser o que você é e faz.

A família tem papel primordial na educação. Hoje em dia, cada vez mais, tem-se tentado passar para as escolas a responsabilidade da educação. Não se engane, ela é sua, da família da criança. À escola cabe apenas ensinar, preparando-a para o futuro, a raciocinar logicamente, à ter cultura e conhecimento. Mas isso não basta. Em casa é preciso estimular a criança a ler e quanto mais cedo melhor. Exercitar sua mente com livros, jogos educativos, despertar sua criatividade com pinturas, exercitar sua capacidade de visão com quebra-cabeças, enfim, prepara-la para ser um adulto inteligente, culto e com desejo de conhecimento, cabe à família. E fique atento, as escolas hoje em dia estão fugindo de seu papel de educadores em prol de ideologias politicas e culturais, que podem não ser o que você deseja para ela !  Não deixe de verificar o que a escola esta ensinando ao seu filho, suas lições de casa, seus livros educacionais, o que foi dito em sala e se não concordar, abra a boca ! Afinal , não temos que ser politicamente corretas em relação aos nossos filhos, certo ? O segredo da liberdade é a eterna vigilância.

Não se deve estimular a sexualidade da criança precocemente. Tudo tem sua hora e sua vez. Mostrar fotos de mulheres nuas para meninos pequenos ou sensualizar meninas, pode ter efeito devastador sobre sua personalidade futura e sua sexualidade. Expor crianças a situações como a tal menina com o peladão é extremamente grave ao desenvolvimento de sua personalidade, correndo-se o risco de lhe provocar neuroses, depressões, sentimentos de culpa, entre outras doenças psiquiátricas. Elas devem ser poupadas dessas situações até que tenham a maturidade de um adulto para separar as coisas, independentemente se você acredita que aquilo é ou não arte. Eu pessoalmente acho vulgar, feio e vazio.

Acredito que com a educação vinda da família, você estará dando aos seus filhos o melhor dos presentes no Dia das Crianças, o seu futuro.

Você usa adoçantes ?

Se você é vaidosa, cuida de seu corpo, quer ficar magra, ou simplesmente por modismo, provavelmente você usa adoçantes em seus cafés, sucos e toma apenas refrigerante diet. Tudo isso porque acha que assim está economizando em calorias e assim não vai engordar. Acertei?
Pois você precisa parar com isso agora, ou pelo menos repensar no que está fazendo.

Ha 15 anos eu fiz um exame de glicemia e não dei muito importância ao fato de ter tido 102 de resultado. Eu usava, assim como muitas, adoçante em tudo, apesar de não ser diabética. Como o nível normal vai até 100, fiquei tranquila.

Após uns anos, fiz novamente o exame, e o resultado foi novamente dentro dessa faixa, 103.

Ha 2 anos, fui submetida a uma cirurgia e o resultado pré operatório foi 104. Como fiquei 24 horas em jejum, antes da cirurgia estava me sentindo mal e pensei: devo esta com a glicemia muito baixa, uns 60 , pela tontura que sinto. A glicemia foi medida e …estava 104. Aí passei a me preocupar e me aprofundar no assunto, pois isso não é normal. Isso significa que estou em um estado pré diabético.

Após começar a entender mais do assunto, abandonei os adoçantes de vez. Nunca mais tomei uma coca diet ( tomava diariamente) e passei a tomar sucos naturais sem açúcar, comer mais frutas e usar açúcar demerara ou mel para adoçar.

Resultado seis meses depois? Glicemia de 84, 74 , 86. Nunca mais senti tanto sono depois do almoço e minha disposição aumentou.

A verdade é que adoçantes não foram criados para quem não é definitivamente , diabético. Os altos níveis de consumo de adoçantes artificiais podem predispor as pessoas normais a desenvolverem o diabetes tipo II, segundo o pesquisador Dr. Richard Young, médico da Adelaide Medical School, na University of Adelaide, Austrália.

Seus estudos foram apresentados na reunião anual de 2017 da European Association for the Study of Diabetes (EASD) 2017 e foram, pela primeira vez, realizados em humanos.

Segundo o Dr Young, “Duas semanas de complementação com edulcorantes artificiais na dieta aumenta a absorção da glicose, a resposta glicêmica à glicose, e diminui a resposta do GLP-1”  “Isso significa que, de acordo com os resultados deste ensaio clínico (…) os adoçantes artificiais podem limitar o acesso da glicose às porções mais distais do intestino, e diminuir a exposição da glicose às células distais que liberam o GLP-1”.

Os achados destacam “o potencial dessas respostas nos consumidores habituais de adoçantes artificiais e embasam o conceito de que os adoçantes artificiais podem reduzir o controle corporal dos níveis de açúcar no sangue, exacerbando os níveis pós-prandiais da glicose, o que poderia predispor ao diabetes tipo 2”.

O que isso quer dizer? Que os adoçantes acabam provocando um desiquilíbrio no controle natural da glicemia em seu sangue e seu nível  passa a ser maior que o normal , o que geraria uma predisposição ao desenvolvimento do Diabetes tipo II.

É para repensar ou não o seu uso?

(Segundo o Dr Youg, novos estudos devem ser feitos para comprovação dos seus resultados, pois existem outros estudos contrários aos seus, que afirmam que os adoçantes não fazem mal à saúde).
Fonte: http://portugues.medscape.com/verartigo/6501619#vp_1

 

Afinal, porque nós gostamos de nos arrumar?

Ola minhas queridas amigas Ginjas!

Hoje pela manhã eu estava pensando sobre o que escreveria hoje, enquanto mostrava para umas amigas umas bijuterias finas que estou revendendo ( Ah ! esqueci de falar, estou montando um loja on line de coisas que mulheres amam, mas ainda não está pronta, então ainda é segredo ! Logo logo eu coloco no ar e mostro para vocês !) .

Então, como eu dizia, estava pensando sobre o que escreveria, quando me veio à mente a seguinte pergunta:

– Porque as mulheres gostam tanto de se arrumar ?
Vocês já perceberam que quando estamos para sair de casa para a balada ou para o trabalho, somos tão criticas com nós mesmas que podemos trocar de roupas dezenas de vezes, até colocarmos aquela que parece que nos deixa mais magras? Trocamos o brinco, o colar e os sapatos até que fiquem perfeitamente harmônicos com a roupa que colocamos. E os cabelos tem que estar perfeitamente alinhados , soltinhos, suaves e perfumados. E se a franja não ficou perfeita ? Ou a maquiagem ficou ” estranha” ? Surge aquela sensação de reprovação, de quem vai ser malhada na rua até a morte, não é ?

Isso é uma insanidade! Mas fazemos isso diariamente…

Alguma critica feroz do tipo peluda,  poderia me dizer: – Você é tonta, fica se arrumando para os homens, liberte-se disso !

Mas quem é que disse que nos arrumamos para os homens?
Hoje, após mais de 10 anos casada, sem a menor necessidade de atrair qualquer homem, eu me arrumo exatamente como quando eu tinha 20 anos, quando REALMENTE  era esse o motivo. Hoje me basta ser admirada e desejada por eles. Mas nada além disso. ( adoro quando olham …)  E querem saber ? Eles não dão a minima para o que vestimos, na verdade eles prefeririam que fosse nada mesmo.

Hoje a maturidade me trouxe algo mais que especial, me trouxe a autoestima elevada, a calma, a capacidade de perceber que me arrumo para mim mesma e…para outras mulheres ! Sim, simplesmente por que nós , mulheres, julgamos demais as outras mulheres!

Quantas e quantas vezes você olhou para uma mulher na rua e pensou: nossa, ela esta linda, queria ter o corpo dela, queria ter o cabelo dela…ou então algo como : nossa, que vestido lindo! E olha só a maquiagem ! Nós invejamos as belas.

E quantas e quantas vezes você olhou para uma mulher feia , desleixada, que não se cuida, e pensou: nossa, que trubufú ! Se encontrar na porta do cemitério a noite saio correndo ! Eita pedaço do inferno na terra ! Porque não arruma esse cabelo? Ou faz uma dieta? Compra uma roupa decente, uns acessórios, faz uma maquiagem, que horror ! Tem mulher que nasce feia feito o diabo !

Eu não sei se esse é o nosso maior defeito ou nossa pior qualidade. Mas a conclusão a que cheguei é que nós mulheres, podemos ser muito criticas e até mesmo maldosas, com nossos comentários. E é por isso que queremos sair de casa lindas, que fazemos plasticas e gastamos tanto com roupas, sapatos e acessórios. Queremos dominar o salão de festas, queremos ser invejadas e quando olhamos para o espelho, queremos ver a perfeição !

Mas querem saber? Adoro ser assim !

E aí, me veio a seguinte pergunta: Com o que você gasta mais? Roupas, sapatos, bolsas ou acessórios ? Afinal estou montando minha loja online e quero saber o que coloco nela para vender ! Você vai vir conhecer a minha loja, né ?

 

Patrão ou Empregado ?

No post de ontem falei um pouco sobre você ter o perfil de empreendedor ou de empregado ( clique aqui para ler ). Mas você esta pensando: Não seria lindo se todo mundo quisesse ser patrão? O mundo sairia da miséria !

Não, não seria legal. Por um motivo simples: Empresários precisam dos seus funcionários tanto quanto os funcionários precisam de seus patrões. Os dois perfis são necessários à economia.

Imaginemos Ana Claudia. Ela adora fazer doces, quer se tornar a rainha do brigadeiro em sua cidade. Começa a cozinhar em sua casa, aprende tudo que pode sobre, por exemplo, como usar o Facebook para que a cidade toda saiba que seus brigadeiros são os melhores do mundo e começa e faturar tanto, que consegue deixar o emprego e viver do seus doces deliciosos.

Com o tempo, Ana começa a crescer e passa a diversificar seu negocio, passando a produzir agora tortas, bolos, doces diferentes e gourmet. E não tem mais tempo para nada. Sua receita secreta faz muito sucesso, mas Ana precisa de duas ajudantes na cozinha e contrata duas cozinheiras.

Depois de seis meses de treinamento, Ana consegue sair da cozinha e se dedicar ao crescimento do empresa, fazendo cursos, networking, se inscrevendo em feiras de culinária e estudando muito. Sua empresa cresce bastante e Ana contrata mais duas cozinheiras.

Após dois anos, Ana começa finalmente a ver a cor do dinheiro. Compra uma passagem para a França e vai se especializar em confeitaria francesa.

Quando volta, suas cozinheiras estão estranhas.  Pouco produtivas e de cara amarrada.

Apos dois dias, elas resolvem dizer à Ana que estão pedindo demissão, pois resolveram empreender por conta própria e abriram a própria confeitaria com todo conhecimento que adquiriram nesses dois anos.

Ana vai a loucura, mas como nasceu para os negócios, logo contrata mais seis cozinheiras e coloca seu negocio na linha de novo.

E as cozinheiras?
Seu negocio foi à falência em três meses…elas sabiam cozinhar, mas apenas isso. Não adquiriram o conhecimento que Ana teve nesse tempo, não sabiam fazer marketing, não sabiam investir, não sabiam onde desovar os doces que faziam. E principalmente, não tinham tempo e nem queriam aprender a empreender.

Por isso, antes de sair por ai dizendo que vai largar seu emprego e passar a empreender, estude, aprenda como se faz, quais os caminhos a serem seguidos. E se você gosta de ser empregada de alguém, valorize quem lhe da esse emprego, pois com certeza essa pessoa batalhou muito para estar lá.

Um beijo da Ginja !

 

 

À isso se chama Liberdade.

Esta definitivamente foi uma semana bem cansativa. Trabalhei todos os dias das 7 da manhã até a meia noite, o que me deixou com muito pouco tempo e com o corpo bastante cansado. Mas estou estupidamente feliz, pois apesar do cansaço físico, o sabor da realização e do sucesso conseguiu dar à minha alma e à minha mente um prazer sem igual. O que me levou a pensar hoje pela manhã, enquanto me maquiava e fazia minha escova diária ( adoro pensar nessa hora da manhã ): “Ser empresario não é para qualquer um…”

Você com certeza já falou ou ouviu alguém falar a seguinte frase: “Um dia vou ter meu próprio negócio e ninguém vai mandar em mim ! Afinal, os donos da empresa sim levam a vida fácil, enquanto eu trabalho ! Aí eles vão só ver ! ”

Mas será que é assim mesmo que as coisas acontecem ?

Ser uma empresaria, autônoma, dona do próprio nariz, tem suas vantagens e desvantagens, assim como ser um empregado. Vamos falar do básico:

Quando você é um empregado, tem um salario fixo, tem FGTS, direitos trabalhistas, férias, 13°, pode se afastar quando tem um bebê, pode ficar doente e pegar atestado, sai viajar nos feriados e continua ganhando o mesmo.

Mas e o empresario? E o autônomo?

Bom, ser livre tem um preço!

Esqueça as ferias anuais, para começar. Você não tem direitos trabalhistas ( e se tiver empregados vai ter que garantir o deles), não tem FGTS, não adianta levar atestado, pois ninguém vai te pagar a não ser você mesma e se tiver um bebê vai voltar a trabalhar assim que conseguir andar ou sair da cama.

E o que ganho com isso ? Liberdade meu amor. Liberdade. Você ganha mais, o governo não fica usando seu dinheiro sem lhe repassar os rendimentos , você faz os seus horários e ainda de quebra, não tem ninguém te enchendo a cabeça. Mas é preciso se sacrificar para ter isso.

A menos que você seja uma herdeira ou já nasceu rica ou casou com alguém muito rico, você tem que ganhar a vida, seja em um bom emprego ou como dona de algum negocio. Muitas vezes as pessoas se lançam como empreendedoras  para ter uma complementação de renda.

Para deixar de trabalhar para os outros, você precisa de duas coisas: ter o perfil empreendedor e ter dinheiro.

O dinheiro é fundamental para você empreender. Você terá que investir, dependendo da área onde vai atuar, seja em uma lojinha de doces ou em uma mega loja de departamentos ou em uma industria, pois sem dinheiro você não vai sair do lugar. Minha dica? Não saia do seu emprego até conseguir fazer seu negocio girar e lhe dar o retorno financeiro que precisa!

” Mas Ginja, aí eu vou ter que trabalhar em dobro ! ? ” Dupla , tripla jornada ???

Vai.

A verdade é que tanto para um tipo de trabalho quanto para outro, você tem que ter o perfil. O Perfil de empreendedora não consegue trabalhar apenas em um emprego assalariado, a menos que realmente não consiga sair dali por algum motivo. Já o perfil de assalariada não conseguirá empreender sem se ” cansar”. Porem ambos perfis devem existir e isso comentarei em um outro post.

Vou contar um caso:

Eu mandava fazer meus óculos em uma loja de óculos em um shopping da minha cidade. La havia uma gerente espetacular. Sabia tudo de optometria e tinha muita capacidade técnica. Alem disso, como gerente, ficava sempre além do seu horário, todos os dias. Se dedicava tanto, que  acabou sendo promovida para gerente estadual.

Com isso , uma vendedora boa da loja foi promovida a gerente no lugar dela. Quando lhe dei os parabéns pelo sucesso e mesma me falou: Não gostei não, apesar de ganhar o dobro, tenho que trabalhar demais! A gente tem que pensar na saúde, né?

Fiquei meio de queixo caído com a resposta dela. Em pouco tempo pediu demissão e foi trabalhar em algum serviço ” mais fácil”.

Essa é a diferença entre quem nasce para empreender e quem nasce para ser empregado.

Empreender exige dedicação, exige renuncia, exige esforço físico e mental, exige persistência. Ninguém que aos 20 anos de idade esteja pensando em sua ” saúde” se trabalhar um pouco mais, vai conseguir ter sucesso. Empreender significa que você esta apostando em uma ideia, e como um trator, não vai desistir de seus sonhos.

É possível conciliar o resto, as ferias, o descanso e a família ? Sim , é. Mas enquanto você estiver no começo, terá que se doar de corpo e alma ao seu projeto de vida. Isso se chama Liberdade.

Fui ali e já volto!

Menina, que semana é esta?

Ginjas queridas, sabem quando está tudo sob controle em sua vida e de repente parece que tudo fica de pernas pro ar? Foi assim meu início de semana, que coisa de louco !

Me senti como naqueles dias de chuva fininha e fria, que está ventando e você toda arrumadinha de saia rodada, indo para uma reunião de trabalho, guarda chuva em uma mão, pasta de trabalho debaixo do outro braço, toda encolhida debaixo da sombrinha, para não estragar a escova (ou chapinha) e ao virar a esquina…

Vrupptt!! Bate o bendito vento debaixo pra cima, a saia levanta o guarda-chuva vira do avesso e você fica sem saber se abaixa a saia, desvira o guarda-chuva, coloca a pasta na cabeça para proteger a escova ou chora e aí fica com aquele olhar de cachorro que caiu de caminhão de mudança. Enfim, a confusão acontece com qualquer um!

Mas somos ginjas, quase ninjas e somos como o bambu : vergamos, mas não quebramos, não é?

Daí dei uma sumidinha básica esses dois dias pois estive realmente muito, mas muito ocupada mesmo. Mas tenho certeza de que não fui abandonada por vocês !

Mesmo porque, não sei se vocês notaram, mas, mal completamos duas semanas e já somos mais de 2.700 ginjas. Quero mais é conversar muito com vocês, aquele papo gostoso, de cafezinho no canto do salão de beleza, de mesa da cozinha com fogão a lenha, por cima do muro de casa, enfim naqueles lugares onde a conversa flui de boa, redonda.

Aí veio o Facebook e me avisou que eu “sumi” e que tenho de postar, porque vocês estão aí loucas para conversar!

Não sumi não e sei que vocês entendem que a vida não é novela, onde até as confusões são programadas e você, só de assistir, já sabe o que vai rolar depois.

A vida é para se viver o dia a dia, minuto a minuto, na tranquilidade ou no caos, mas  já fica valendo o aviso:  quando eu der estas sumidinhas de um ou dois dias é porque: Eu fui “ali”, mas já volto !

Ah!! Algumas ginjas já estão me mandando assuntos para conversarmos, com sugestões sobre coisas para mostrar aqui e no blog. Estou achando isso bárbaro, espero que mais e mais ginjas sigam estas primeiras, para fazermos deste clube de ginjas um centro multi cultural! mande suas sugestão, mande sua opinião, mande sua colaboração. Você escreve ? Me mande seu texto e se eu aprovar ( sim, aqui ha censura, gostem ou não ) , posso postar para todas verem!

Então, vou ali e já volto, é rapidinho, Beijinhos a todas.

Não seja boazinha.

Ângela é uma amiga minha. Uma advogada, bonita, elegante e muito inteligente. Um dia, ela arrumou uma colocação em um grande escritório de advogacia e logo começou a brilhar, pela sua inteligencia e competência.

Logo  ela se destacou dos demais, pois sua capacidade de raciocínio e seu conhecimento eram acima da media. Uma potencial candidata à uma vaga da diretoria que iria surgir algum dia.

Passaram-se alguns anos, e ela, uma moça muito educada e muito solícita, não pensava duas vezes para ajudar os colegas do escritório. Quando haviam grandes reuniões, Ângela preparava tudo, a papelada, o power point, as agendas dos diretores, arrumava a grande mesa da sala com copos limpos, providenciava água gelada, fazia o café e ainda os servia pessoalmente à diretoria do grupo.

Um dia, a grande oportunidade da vida dela surgiu: um dos diretores da empresa iria se mudar para outro país e o grupo iria eleger um dos advogados para o lugar dele. Ela estava eufórica, pois apenas ela e um novato que havia começado ha dois meses eram os únicos que eram sempre chamados à todas as reuniões.

Bem não preciso dizer quem ganhou o cargo na diretoria , não é mesmo?  Sim foi o novato.

Mas onde Ângela errou? Será que ela errou?

Sim amigas Ginjas, ela errou. O seu grande erro foi fazer aquilo que não era sua competência fazer.

Um dos grandes erros que as mulheres comentem é quererem se mostrar boazinhas demais, mostrando serem capazes de fazer qualquer coisa, como pegar café e água ( fazendo a função de copeira), arrumando a mesa ( função da secretaria), fazendo os power points ( trabalho do estagiário). Ela deveria ter se dedicado apenas às suas tarefas como advogada.

O que acontece, é que os diretores da empresa a viram tão eficiente na posição que ocupava, que não tiveram coragem de tira-la daquele cargo que exercia com tanta maestria. Não foi por preconceito ou machismo, foi realmente por acharem que uma funcionaria tão boa naquela posição iria fazer falta naquela posição ! Um pouco mais iriam demitir a copeira , a secretaria e o estagiário, já que ela conseguia fazer tão bem suas tarefas!

Mas e o novato? O novato fez apenas o que tinha sido chamado a fazer, mas com eficiência máxima, não se distraindo ou querendo bancar o bonzinho. E seus relatórios eram tão bons quanto os dela. Como ele era capaz, foi chamado ao cargo.

Aprendam Ginjas, não adianta ser boazinha. Não tente fazer o que não te compete. Fomos criadas para sermos educadas, gentis, ajudarmos sempre os outros, mas no mundo dos negócios você deve fazer aquilo que tem competência para fazer. Se você é gerente em uma loja e começar a vender, logo irão substituir uma das vendedoras por você, já que você faz isso tão bem. E se houver uma promoção, irão promover alguém que não esteja tão ocupada quanto você .

Pense nisso !

 

 

Até que a morte nos separe.

A frase parece trágica, mas é sempre verdadeira. Sim, verdadeira.
Por parte de pai, venho de uma família de portugueses, e minha avó contava que ela havia dado sorte na vida.

Era a mais nova de três irmãs e na aldeia onde moravam em Portuga, era comum os casamentos arranjados entre as famílias. Suas irmãs eram um pouco mais velhas e ela chegou a ver que seus casamentos não tinham sido dos mais felizes. Como a idade de casar (17 anos, para garantir o casamento de uma virgem) já estava chegando, ela ficou apreensiva do que estariam “arranjando para ela”.

Descobriu que iria se casar com um rapaz que ela até achava bem-apessoado, parecia educado, mas, entre parecer e ser, desde aquele tempo sempre houve uma grande distância, de forma que ainda pairava no ar uma certa apreensão.

A apreensão aumentou quando descobriu que seu futuro marido iria se mudar com um primo e sua mulher para o Brasil e ela certamente iria perder o contato com sua família. Graças a Deus tudo deu certo para ela, eles tiveram 8 filhos e a semente foi tão boa, que sempre foi uma família muito unida. Mesmo porque, naquela época o “até que a morte os separe” , era por vezes uma dura e triste realidade para as mulheres.

Hoje os tempos mudaram, as mulheres se emanciparam e podem escolher com quem se casar, quando e por quanto tempo. Sim divórcio é uma realidade, o que nem sempre quer dizer que estas Ginjas estarão livres de perseguições e por vezes até morte, por parte de seus ex maridos.

Algumas de nós ainda escolhemos mal e em enorme maioria deixamos que os homens tomem as rédeas de nossas vidas, nos dizendo o que comer, vestir, acreditar, enfim controlando as situações por mais cotidianas que seja. Para isso só há um remédio, a independência financeira e isto só vem com educação e trabalho.

O que quero dizer com isto é que: muito mais importante do que ter sovaco peludo ou sair para protestar com os seios de fora, é preciso muito estudo e um bom emprego ou muito estudo e muita vontade, para desenvolver uma atividade própria e conquistar a tão sonhada independência financeira.

Isso é fundamental para que possamos escolher quem desejamos ser, quando e onde, e ainda possamos conquistar o homem que queremos, aquele que seja um verdadeiro companheiro. Assim podemos seguir na vida, seja com ou sem ele, baseando-se apenas na nossa vontade, já que tais decisões quem toma, somos nós.

Sem alardes, sem protestos públicos, sem mimimis. Os homens que descubram que ter uma companheira hoje, é ter alguém ao seu lado que pode ajudá-lo a trilhar caminhos de sucesso, pois ela estará preparada, inclusive psicologicamente ( forte e lúcida) para ser uma grande mulher.

Caso contrário: “Hasta la vista,baby” !  Como eu disse, acredito piamente no “ até que a morte nos separe”, mas também tenho plena consciência de que há muitas formas de se morrer. Se quem morre é o sentimento ou a admiração pelo seu companheiro, está mais do que na hora de enterrar este sentimento.

“Mas amiga, olhaaa esse rímel!”

Chamada show essa, não é?

Vou contar do que se trata. Beleza e empreendedorismo. Tudo junto.

Ha 1 mês eu fui à um bazar em São Paulo, o Casa The Bazaar, em Alto de Pinheiros. Só coisa fina, gente muito mas muito rica mesmo, carrões , enfim, um mundo à parte. Lá era possível encontrar tudo que uma mulher deseja, de roupas a acessórios, maquiagens, perfumes e coisas maravilhosas para casa. Um antro da perdição.

Foi onde eu conheci a Bianca. Carioca, mas que mora em São Paulo, bem vestida, linda , simpática à beça. O stand de vendas dela era apenas de maquiagens. Muita maquiagem.

Fiquei impressionada com a habilidade de vendas da Bianca. Ela não parava um só segundo, rodeada de mulheres querendo ver e conhecer a maquiagem que ela vendia.

Ela começava demonstrando uma maquiagem básica para a cliente, que fazia ali mesmo, em pé, passando uma base show, uma sombra, um delineador, um lápis de sobrancelha, um batom e terminava dizendo : Mas amiga, olha só esse rímel !

E vendia , muito. Principalmente o rímel. Eu comprei um pois fiquei apaixonada pelo efeito de cílios postiços que ele tem. E quer saber?  Não sai com água de jeito nenhum. Minha nova amiga diz que dá até para nadar com ele, mas isso ainda não testei. O que sei é que é realmente o que ela disse ser. Não borra, você lava o rosto e ele continua lá! Meio plastificado, quando sai , sai aos pedacinhos e se você esfregar muito ou usar água morna ou com demaquilante. Me convenceu.

Mas e a Bianca?

Bom, a Bianca me contou um pouco da historia dela. Ela é uma Ginja em toda sua concepção. Veio de família pobre, casou, teve filhos e resolveu ter sua própria renda. Com o pouco que tinha de dinheiro comprou produtos, expositores, criou a Bianca Maquiagens. E vende em bazares ha 10 anos. Trabalha quase todos os fins de semana, viaja o Brasil todo, e vai onde houver um bazar acontecendo. Sempre bem vestida, com colares, brincos, pulseiras, cabelo arrumado , super bem maquiada. Aliás, fez alguns cursos de maquiagem, assim pode demonstrar melhor seus produtos.

Hoje ela está tão bem, que praticamente é ela que ganha mais na casa. O marido a acompanha em todas as viagens que ela faz. Tem uma casa boa,  viaja de ferias 1 vez por ano.

O tempo todo a vi monitorando a casa pelo celular. Fala com a empregada, fala com a filha, liga para o filho, pergunta de se comeram, como foram na escola, tudo entre uma cliente e outra.

O ticket médio de venda dela é de R$ 400,00 por venda! E eu vi ela vender. Ela vende muito.

O que aprendi com ela?

Simpatia, educação, conhecimento, são as bases de um bom negocio. Você tem que conhecer o seu produto, tem que fazer cursos para ser a melhor. E esbanjar simpatia e educação para sua cliente, além de estar sempre linda, primorosamente arrumada. Lembre-se, você venda a sua imagem

Ah ! Você quer saber qual é o rímel ? É este aqui !

 

 

Vocação para empreender? SEMPRE !

Olá Ginjas !

Eu tenho uma amiga ginja que há algum tempo, de tanto conversarmos sobre tomar as rédeas de sua própria vida, resolveu colocar as mãos na massa e empreender fazendo o que gosta, ou seja, vender bijuterias diferenciadas. Não estas que as maquinas chinesas cospem mil a cada segundo, mas aquelas diferenciadas, de qualidade.

Como toda boa ginja, ela colabora com o orçamento familiar através de um emprego formal e não pense que é uma executiva de carreira, ela é apenas alguém com um padrão médio, um emprego bom, mas que o dinheiro acaba junto com o final do mês (o que para algumas é um grande feito, pois, o dinheiro acaba antes).

Aperta daqui e dali e surgiram as primeiras peças, bonitas e realmente diferenciadas, que ela levava para o trabalho na empresa em uma bolsinha de mão. As vendas foram crescendo e ela por vezes ia dormir tarde, afinal, ela é casada, tem filhos pequenos e somente depois dos pequenos iram dormir é que ela tinha tempo para montar suas peças.

Um belo dia, ao voltar do trabalho, ela deu uma cochilada no ônibus e acordou assustada ao ver que o ponto onde descia se aproximava.

Rapidamente pegou sua bolsa e deu sinal ao motorista para descer, levantou rapidamente e saiu. Após caminhar alguns passos… sim, ela deixou a bolsinha com as peças e seus alicates de trabalho no ônibus que já virava a esquina.

Não sabia se corria atrás, se gritava, enfim, fez o que muitas de nós fazem nessa situação. Chorou. Chegou em casa, triste e cabisbaixa, sentindo-se derrotada, querendo fugir, desistir, se enterrar num buraco e ficar lá e enfim foi dormir.

No dia seguinte, acordou com um pensamento: Fugir nada, isto é coisa do meu cérebro, que tem como função primordial nos preservar, nos proteger. Daí o nome “instinto de sobrevivência”. Eu sobrevivo a isto, afinal crescer dói, nem tudo são flores, temos que ignorar esse instinto que quer evitar a dor, fazendo exatamente o oposto: se expor, mexer na ferida, explorar onde dói, pois se dói, é porque ainda queremos fazer isso e vou fazer.

À noite, quando chegou em casa após o trabalho, reavaliou o que seria preciso para recomeçar. Pensou em como reorganizar seu tempo e ter boas horas de sono e além de ter tempo para as outras atividades. Planejou-se.

Bola para frente, afinal como sempre conversamos, ela sabe que: Vencedoras não são as que nunca perdem, mas sim as que não desistem de sonhar e realizar.

Hoje ela produz peças em pequenas quantidades, renovando sempre e muito seu estoque, garantindo que as pessoas que compram suas peças terão peças quase exclusivas (afinal somente ela cria e vende) e quem deixa de comprar no dia, as vezes quando resolve comprar tem de levar outra tão linda quanto, mas a primeira escolhida, esta não tem mais para venda.

Agora ela está em ponto de largar seu emprego e viver do que realmente gosta de fazer, graças a sua habilidade em confeccionar belas peças, mas principalmente graças a sua persistência e perseverança.

Em tempo: qualquer dia mostro algumas peças lindas aqui no blog. Beijos a todas.

7 dicas rápidas para carimbar suas unhas

Muitas ginjas gostam de colorir e colocar adesivos nas unhas e para isso vão no salão e a sua manicure faz isso, outras por praticidade e/ou economia usam carimbos nas unhas e fazem toda a decoração em casa mesmo, antes era mais complicado, mas vamos combinar que eles evoluíram muito, tendo as plaquinhas e os carimbos devidamente cuidados o sucesso está garantido.

Dica Zero Zero – Use papel toalha para forrar a área da mesa que você vai usar para não causar estragos na mesa com borrões de esmalte. Acredite, já vi ginja reclamando depois que acontece.

Primeira dica – Se você acabou de comprar sua plaquinha, antes de usa-la veja se ela não tem uma película protetora, se tiver retire-a,  as vezes a película vem tão grudada que parece que não está lá, mas creia ela está..rrsss. Nunca use sem retirar a película, pois ai o esmalte não adere na plaquinha, vai borrar, manchar e estragar a unha já feita

Segunda dica – Se não for a primeira vez, mesmo que você tenha limpado na ultima vez que usou suas plaquinhas e carimbos, a primeira coisa a fazer ao pretender usar de novo é… limpar de novo, principalmente a plaquinha. Sempre sobra uma pontinha de esmalte escondida que vai estragar sua próxima utilização.

Claro que você já sabe que para aplicar o carimbo suas unhas já têm de estar feitas e secas com a cor que você quiser usar de fundo.

Terceira dica – Existem esmaltes próprios para carimbo, mas conheço ginjas que carimbam com esmalte normal, como as vezes o esmalte normal adere pouco e fica mais fraco, a dica é: Coloque o esmalte sobre o desenho desejado e raspe, ao invés de já passar para a almofadinha do carimbo, passe de novo o esmalte comum e raspe mais uma vez, aí sim use a almofadinha de silicone para transferir.

Claro que se você usar a tinta própria para carimbo de unha é bem melhor, mas as vezes acabou e você quer faze-las agora. Seja como for, nada de demorar para tirar da plaquinha, passou na plaquinha, raspou, imediatamente coloque no carimbo a imagem escolhida, para colocar na unha não precisa de tanta pressa,afinal você vai querer acertar a posição não é? Mas da plaquinha para o carimbo quanto antes melhor. carimbe na unha escolhida, concentre-se no que está fazendo (ficará muito mais bonita).

Quarta dica – Para raspar eu particularmente uso um cartão de plástico, no meu caso o de fidelidade do pet shop (rrsss), acho que fazem melhor do que os raspadores plástico e mesmo aquele que vem com plástico de um lado e ferrinho na outra, acho muito mais prático. Ah ! não faça como minha irmã que deixa o raspador reto, deixe-o levemente inclinado, irá raspar muito melhor.

Quinta dica – Como você deve saber entre um desenho e outro temos de limpar a plaquinha novamente, não sei você, mas eu costumo usar óleo de banana, não deixam aquele aspecto esbranquiçado que a acetona deixa e acho que limpa melhor. Limpe bem também o carimbo e seu raspador seja ele qual for. Borrar com sujeira seu segundo dedo carimbado é a ultima coisa que você quer, não é mesmo?

Sexta dica – Ginjas queridas cada uma de nós tem uma altura de unha, então quando carimbar, faça de um lado para outro da unha e não de frente como se faz com papel, é por isso que as almofadinhas são de silicone e super macias. Muito melhores para carimbar seguindo o formato e altura de suas unhas.

Sétima dica – Se você for como eu (desajeitada) e o carimbo não ficar legal ,ou não transferir legal, ou ainda  sair na posição errada que você queria (já fiz isso algumas vezes) é simples; peque imediatamente um cotonete e de uma leve molhadinha no removedor de esmalte, depois passe bem de leve e rapidamente sobre a área que estava com erro. Deverá remover a imagem sem estragar o esmalte porque ele já estava seco e o do carimbo ainda úmido sai mais fácil.

Curtiu as dicas, passe para suas amigas compartilhe.
Sabe outras técnicas? Coloca aí nos comentários. Participe.
Ajude quem está começando agora a carimbar as unhas com suas dicas. Beijos Ginja.

Ginja, Qual é o seu negócio?

Que desde que a mulher entrou no mercado de trabalho ela evoluiu é fato. Incialmente a passos lentos, mas hoje 30 % dos negócios privados do mundo estão em nossas mãos.

Estão nas mãos das mulheres 51% de todos os novos negócios abertos no Brasil e não é só em serviços domésticos e beleza e cabelo, hoje, serviços de buffet e comida pronta, comércio de roupas e acessórios, saúde particular e atividades jurídicas tem como idealizadora e mantenedora do negócio uma mulher.

É certo que muitas mulheres começam seus negócios por uma necessidade e não por visualizar uma oportunidade de mercado, mas o fato é que, nós mulheres, estamos mais do que nunca engajadas no mercado e na luta pela nossa sobrevivência e de nossos negócios.

Sim, é verdade que na maioria das grandes empresas o domínio de gestão ainda é masculino, mas nos pequenos negócios as mulheres disparam e não é raro que o marido perca o emprego e venha trabalhar na atividade da esposa, onde ela o lidera e coordena suas atividades.

E não é necessário nenhum dom especial para começar a ter seu próprio dinheiro, basta saber o que você faz bem e botar a mão na massa (as vezes literalmente) , em outras vezes uma boa ideia para montar um bom negócio, é montar algo que você tem dificuldade para achar, afinal se você tem esta dificuldade outras pessoas podem ter também e se você descobrir como resolver o seu problema talvez possa montar seu negócio ajudando outras pessoas a resolver o delas.

No meu caso por exemplo, eu queria bijuterias finas e semi joias que tivessem um preço bacana, fossem diferentes e principalmente duráveis já que tem muita coisa por ai totalmente descartável, como uma bijuteria lindinha que ganhei no escritório de uma colega, mas que depois da quarta vez de uso já havia perdido duas pedrinhas de cristal. Triste isso.

Ai o jeito foi ir a luta, estudar o assunto e montar minha loja virtual, onde quem compra não vai passar por estes perrengues.

O mais importante, é você fazer algo que lhe dê alegria de estar fazendo nascer e crescer, não acredite em sugestões tipo “negócios para mulheres”, conheço uma ginja que é dona de uma mecânica de motos e abriu seu negócio de tanto fuçar na moto usada que comprou, mas que vivia dando problema. Mecânica é para mulher? Podem achar que não é, mas a Eliana Franco que eu conheço, vive da oficina dela e hoje comanda 3 mecânicos.

Por outro lado, vamos deixar claro, não existe pequenos negócios de mulheres, todo e qualquer negócio tem o tamanho que sua dona deseja e nem é preciso procurar muito para conhecer grandes negócios que surgiram pequenos e sempre foram comandados por mulheres.

E você que negócio tem ou deseja montar? Comente em nossa página do Facebook e vamos mostrar que ginjas são poderosas e mandam muito bem. Qual seu negócio Ginja? Comente.

Veja qual o colar ideal para cada tipo de decote.

Colares são adornos bacanas, mas saber usá-los é essencial, afinal eles podem ser algo que nos destaca ainda de longe. Então algumas coisas devem ser observadas, por exemplo: o decote da roupa, principalmente nesta época do ano quando o calor chega e usamos e abusamos de decotes, não é?

Uma coisa que eu particularmente gosto muito é a mistura de colares. Já experimentaram usar um colar orgânico maior, junto com um solitário criando um ponto de luz? É uma ótima pedida para locais mais sociais.
Ou misturar um colar de pérolas (de água salgada ou doce) com um de tubetes de ouro negro? Acho que ficam um charme.

Mas o  mais acertado mesmo, é manter uma coerência entre decote e tipo de colar, por exemplo:

QUADRADO

 

Decote quadrado: Combina com colares mais curtos, gargantilhas finas e brincos grandes.
V ABERTO

Os decotes em V aberto  que mostram mais o colo, em geral são mais sensuais, então devemos usar um colar mais delicado, clássico e que não chame tanta atenção.

 

 

V FECHADO 2

Já os decotes em V fechado pedem colares maiores e com mais detalhes, como os maxi colares

 

BARDOT

 

Decote Bardot: Permite praticamente todos os tipos de colares. Se você deseja destacar mais o pescoço um colar mais curto ficará melhor, caso tenha seios fartos um colar muito próximo do decote irá destaca-los ainda mais. Um modelo que preencha a parte desnuda também fica bonito.

 

REDONDO

 

Decote redondo: O interessante é que o colar siga a linha do decote, seja ele de uma ou varias voltas preenche este requisito.

 

 

 

canoa-e1511653224527.jpg

 

Decote canoa, U, Cigano ou Ombro a ombro: Todos estes por terem um formato mais arredondado,vão combinar mais com colares mais curtos e de tamanho médio. Colares mais fininhos e chokers de todos os tipos são bem vindos.  E para os decotes de ombro a ombro os bem compridos quebram a largura do decote.

 

ASSIMETRICO

 

Decote assimétrico ou um ombro só: Aí a coisa muda, dispense o colar e aposte firme nos mega brincos ou em um brinco único e poderoso . Por ter um formato irregular e basicamente não possuir gola definida, o colar pode brigar com o decote.

 

Lembre-se: Combinar é tudo quando o assunto é o visual, colares podem ser de uma ajuda poderosa, ou podem tornar seu look um descompasso só, atente para os detalhes e fique ginja sempre.

Mas e vocês usam visuais assim? Tirem uma foto com estes visuais e coloquem nos comentários, podem ter uma surpresa por participarem. Colocando fotos em 3..2.. 1..

Beijos a todas

Saber se vestir é fundamental.

Todo mundo gosta de uma boa apresentação, seja pessoal ou profissional. Gostar do que é belo é muito fácil.

Tenho uma amiga ginja que faz ótimas combinações de roupas e fica linda, mesmo sem usar roupas de grife, até mesmo porque, vamos combinar , roupas de marca sempre foram mais caras e de uns tempos para cá estão que nem se fala.

Esta amiga consegue combinar uma calça sem marca famosa com uma blusa bacana e a impressão que você tem é que ela só usa roupa cara. Mas como assim?

Perguntando a ela, eis seu segredo: Ginja, o que interessa é sempre o conjunto, é o combinar de cores, texturas, brilhos e estampas,  misturar blusas lisas com lenços coloridos, seda com jeans, clássico com moderno, usar uma bijuteria que  combine com o estilo de roupa que você está usando. E isto nem sempre custa tão caro.

Por exemplo, em muitas cidades os mega brincos estão em alta, mas se você for muito baixinha ou muito magrinha, vai ficar feio, vai parecer mais baixa ainda, então buscar uma proporção bacana e que combine roupas e acessórios com sua altura e biotipo é essencial.

Estar na moda nem sempre significa que você deve vestir o que dizem que é moda. Pode ficar terrível em você. Se você é baixinha e gordinha, usar um vestido longo e rodado de renda pode fazer você ficar parecendo aquelas capas de botijão de gás que sua avó usa.

Capa de Botijão 005

Nesta primavera as pedras em bijuterias estarão em alta. Mas só isso não basta para que você esteja bonita, mesmo porque pedras remetem a rusticidade e combinam tanto em um visual despojado quanto em uma ocasião mais chique.

O grande lance é saber qual bijuteria de pedra usar em cada ocasião, para um esporte chique por exemplo, uma bela calça jeans com uma blusa de seda creme e um colar longo de pedras mais rústico fica show. Elegante, leve e linda. Mas se você é baixinha , um colar longo pode ficar feio, talvez fique mais chique uma corrente curta com um pingente de pedras polidas e brilhantes.

Primavera é uma ótima estação para se usar vestidos floridos e a grande vantagem das pedras é que por terem varias cores e várias tonalidades, sempre haverá uma semi joia que combine com alguma cor de seu vestido estampado.

O tempo está esquentando, então aproveite a ocasião para ousar. Mesmo porque nem só de ouro e prata vivem as mulheres e suas bijuterias, existem também as miçangas, cordas especiais, sementes, madeira, palha, couro e também as pérolas. Sim pérolas de água doce, que são tão bonitas quanto as de água salgadas, podem ser adquiridas por um preço mais acessível (e nossa carteira agradece).

O importante é não carregar na sua imagem, seja na maquiagem, nas roupas ou acessórios, saber combinar texturas, cores, peças rústicas ou clássicas com roupas leves, alegres e elegantes. Tudo isso dará o clima que você precisa para estar linda e no clima da primavera.

Afinal, ser ginja tem tudo á ver com ter presença, não só de personalidade, mas também de beleza, leveza e feminilidade.

Vamos lá, misturar panos e acessórios para estarmos sem pre lindas e o mais importante estarmos bem com nós mesmas.

Beijos ginjas a todas.

Anúncios

Politicamente incorreta, para mulheres que não precisam provar nada para ninguém

%d blogueiros gostam disto: